7.4.17

Novas roupagens para músicas antigas

7.4.17


Conforme estive aqui dando uma repassada nos meus posts, fui vendo como fui uma pessoa malandrinha fazendo vários posts de listas, verdade? Mas, confesso: amo listas, listas everywhere!

O de hoje não vai fugir da regra, não: uma das sugestões de blogagem do Interative-se era falar das músicas preferidas. Acontece que minhas músicas preferidas são da época do onça, sério, e aí pensei que seria muito chato trazê-la para as pessoas modernas e situadas com a própria época que são vocês hahahah. 

A questão é que, depois de muito pensar, achei que seria legal trazer versões mais recentes dessas canções, pensando até no fato de algumas se tornaram muito diferentes das "originais", o que sempre me soa muito divertido.

Pode ser que eu faça também uma segunda parte desse post, porque conforme fui pesquisando umas, fui lembrando de outras, mas isso é o que acontece quando a empolgação fala mais alto.

Obs: o mais irônico de tudo é que as próprias versões já estão antigas, então sem comentários, tá?

Vou fazer a lista de modo cronológico, ou seja, da versão mais antiga pra versão mais recente.




Sinnèad O' Connor canta "Chiquitita" (ABBA)


A Sinnèad (olha "as intimidades") nunca foi muito certa das ideias, só lembrar aquela apresentação lendária dela no Saturday Night Live em que ela rasgou a foto do Papa na cara de todo mundo e ninguém conseguiu nem bater palma pra ela, e depois aquele episódio de ela aparecer de cabeça raspada... Mas, enfim, ela é ótima, ninja, canta pra caramba e não deve NADA pra ninguém,

Aqui ela fez, em 1999, uma interpretação da canção Chiquitita, do grupo sueco ABBA (que eu amo, tipo, MUITO) lançada originalmente em 1975.

Adorei a interpretação dela que deu mais sobriedade e mais profundidade a uma música que já é originalmente muito bonita.




The Cranberries canta "In the guetto" (Elvis Presley)


In the guetto foi lançada em 1969 pelo rei do Rock e é uma canção que fala da vida miserável que muitas pessoas levam na periferia, o que a torna muito atual.

Já na voz do rei a música é uma potência, porque Elvis sempre priorizou muito cantar com todo a alma e força e coração e mente que uma pessoa pode ter -- os tiros que ele dava nas televisões durante apresentações alheias que assistia que o digam.

Na voz da Dolores O'Riordan e com os arranjos da banda irlandesa, em 2001, a canção ganhou uma roupagem mais moderna e uma suavidade que não tem na original.

Confiram:




Michael Bublé canta "Sway" (Dean Martin)


Na verdade, quando lembrei do Bublé, pensei que seria bom fazer um post só com as versões que ele faz das canções dos anos 40 e 50 daquela maneira linda e sofisticada que só ele sabe fazer. Por mais que a pessoas o acusem de ser uma imitação do Luis Miguel, o Bublé é sempre minha esperança num futuro com boa música no planeta.

E ele cantando Sway, do Dean Martin, é prova disso.

Confere sua interpretação dando uma nova roupagem, em 2003, à canção originalmente lançada em 1954.

E essa ficou particularmente famosa, porque foi trilha daquele filme "Muito bem acompanhada".




Anni B Sweet canta "Take on me" (A-ha)


Com o A-ha, Take on me (1984 - ano em que nasci *-*) tem o melhor clipe ever da história da música, na minha opinião. Aquela coisa de juntar vida real com quadrinhos e fazer uma coisa super dinâmica e emocionante, há tanto tempo, me deixa sem palavras pra expressar o quanto aquilo é mágico.

Na voz da Anni B Sweet, uma cantora espanhola muito ótima, a música, em 2009, foi totalmente refeita, ganhou uma roupagem indie/neofolk bem calminha e virou outra espécie de lindeza.

Apenas vejam:



Disturbed canta "The sound of silence" (Simon and Garfunkel)


The sound of silence é uma das minhas canções preferidas da vida. Ela tem um poder que faz com que ela seja sempre atual, mesmo sua versão folk cantada por essa dupla maravilhosa em 1964.

No entanto, em 2015, a banda Disturbed resolveu dar uma roupagem mais dark e mais poderosa à canção, e fez isso, olhem:




E o clipe também é... olha... Homenagem a uma canção teve suas definições atualizadas.

*****

Conheciam alguma? O que acharam da lista?

Comentem aí!



Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Uau! Amei esse post! Só música boa! Acho que só a da Sinnèad não conhecia. Mas são músicas excelentes tanto de roupagem nova quanto originais. Você tem um gosto musical mt bom! E, de todas, acho que minha favorita aí é Sway, é envolvente demais. Lindo post, as pessoas precisam conhecer essas versões e se lembrarem dessas músicas incríveis! Bjus bjus!

    Metamorphya••• Particpe do Sorteio de 1 Ano do Blog!

    ResponderExcluir

Nenhuma imagem presente neste blog me pertence. Todas foram encontradas na internet por meio de pesquisa no google.com e não viso qualquer fim comercial com seus respectivos usos. Se usei uma imagem sua e não lhe dei os devidos créditos, por favor me avise que o farei imediatamente, ou a retirarei do blog se você não quiser que eu a use. Visão Periférica - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©