17.1.17

Divagações de ano novo, dicas de séries e insert folha de resumos/fichamentos

17.1.17
Créditos: Pixabay

Ultimamente o blog anda recebendo umas curtidas aleatórias, creio que pela divulgação gratuita que o portfolio da Lari tem me proporcionado. Acho ruim, não haha, só me dá vergonha que a última postagem tenha sido nos confins do ano passado e eu não tenha nada interessante para apresentar e fidelizar meus novos leitores. Espero sanar isso em breve.

O primeiro post do ano costuma ser aquele de metas e promessas e empolgações e lista de desafios e essas coisas, mas dessa vez vou me abster de fazer isso, porque pensei no que fazer pra 2017 e só uma coisa ficou apitando na minha cabeça:


ESCREVER A TESE!

Como a pessoa chega num terceiro ano de doutorado mais perdida que cego em tiroteio? Prazer, euzinha Mello. Esperando alguém plugar alguma coisa no meu pescoço que nem fizeram com o Neo de Matrix e ele aprendeu tudo do mundo em 30 segundos...


Créditos: eframe.sussex.ac.uk

Então, pensando nisso, acredito que vou me abster de metas e desafios por esse ano e me concentrar na minha prioridade. De todos os modos, vou tentar postar no blog regularmente — esse é um objetivo desde 2014 que nunca consegui cumprir, mas ok.




2016 foi um ano muito louco, mas pessoalmente foi muito bom pra mim. Colhi muitos frutos que foram plantados ao longo da minha vida e espero continuar colhendo esse ano. Tomara que continue assim, apesar de que 2017 começou de um jeito muito assustador, cheio de notícias ruins...



Comecei a ver várias séries neste ano novo, porque séries são vida. Deixo aqui algumas recomendações:

- Vi Merlí e simplesmente amei, a melhor série de temática jovem do mundo! Vi num lugar que colocaram ela como série LGBT, mas acho isso um pouco reducionista, a série abarca esse tema, mas abarca também várias outras coisas do mundo adolescente e adulto. É uma série para adolescente, mas, acima disso, uma série SOBRE adolescentes.

Louca pra Netflix subir a segunda temporada logo!



Créditos: http://cafedeideias.com/


- Vi Travelers por causa da lindeza do Eric McCormack e achei interessante. Não é a melhor série do mundo, mas distrai.

Créditos: minhaserie.com.br


- Comecei a ver também Emerald City, uma versão mais dark de O mágico de Oz, e convenhamos que estava passando da hora de uma série assim. Vou chamar a atenção pra atuação do Vincent D'Onofrio como o Mágico de Oz que, olha, está irreconhecível. Esse homem é um camaleão, que ator!


Créditos: http://talkyseries.it/


 - Comecei a ver uma série espanhola super engraçada também chamada Alli Abajo, mas essa só pra quem entende espanhol mesmo, porque não tem ela legendada em lugar nenhum. Fala sobre um cara de 30 anos que nunca tinha saído do povoado dele no norte do país, daí ele vai viajar com a mãe pra Sevilha, a mãe sofre um acidente e entra em coma e ele tem passa a conviver com esse pessoal mais do sul, da cidade grande e do hospital onde ela está internada. 


Créditos: pbs.twimg.com


- E vi uma série francesa meio de terror, meio de suspense, que se chama Beyond The Walls, e, olha, são três episódios, mas que coisa mais linda do mundo. Morri, estou morta até agora. Se eu for pensar, a série não tem muito sentido, mas vale muito a pena mesmo assim. Não é aquele tipo de série de terror que causa medo, mas aquele estilo que te deixa melancólico e reflexivo muitos dias. A primeira temporada tem começo, meio e fim, então não sei o que esperar da segunda. Não importa porque verei de todo jeito haha.


Créditos: pmcvariety.wordpress.com






Em 2016, buscando formas de me organizar, conheci o mundo dos planners e isso fez uma grande diferença na maneira de organizar a minha vida. Fora a parte de gastar horrores, comprando todos os planners que existem no mundo, realmente foi algo que me fez me orientar muito mais em relação aos meus afazeres e compromissos e fez meus estudos progredirem.

Primeiro eu comprei várias coisas pra todo lado e, depois, pensando na minha realidade (especialmente nessa coisa de estudante de pós-graduação), comecei a fazer algumas coisas pra mim. 

Vou começar a disponibilizar aqui, vai que serve pra alguém mais, verdade?

Então, o primeiro arquivo que vou colocar aqui será um insert (miolo) pra quem quer ter uma folha própria pra fazer resumos e fichamentos. Eu uso muito porque, se não escrever a coisas, não fixo nada. Fiz em tamanho carta, mas acho que dá pra redimensionar nos outros tamanhos.







Só peço que vocês compartilhem meu bloguinho quando forem baixar, pra eu ter um pouco mais de visualizações nessa vida e quem sabe continuar fazendo esse tipo de coisa, se vocês gostarem.




Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Ainda estou no segundo semestre da faculdade, então o período de escrever tese está longe (em teoria), mas a ideia já me assusta, não vou mentir! hahaha

    Sobre as séries: guria, cada coisa desconhecida! Nunca ouvi falar de nenhuma delas e já me interessei por várias. hehehe Gostei muito da sinopse de "Alli abajo" e acho que vai ser uma boa oportunidade de treinar o espanhol que estou aprendendo! Baixando em 3, 2, 1. HAHAHA

    Sobre organização: é foda. Finalizei 2016 mais organizada por obrigação mesmo, pois comecei a ter MUITAS deadlines e tarefas (faculdade, trabalho etc.), então tive que criar vergonha na cara e achar um jeito de fazer tudo funcionar. No fim das contas acabei misturando um pouco do bullet journal com planner e está dando certo! Nunca fui tão centrada, juro. HAHAHA

    A sua folha de fichamentos está linda, aliás! Também sou dessas que precisa escrever para assimilar - meu pulso chora. hahaha

    Beijos,
    Attraversiamo

    ResponderExcluir

Nenhuma imagem presente neste blog me pertence. Todas foram encontradas na internet por meio de pesquisa no google.com e não viso qualquer fim comercial com seus respectivos usos. Se usei uma imagem sua e não lhe dei os devidos créditos, por favor me avise que o farei imediatamente, ou a retirarei do blog se você não quiser que eu a use. Visão Periférica - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©