28.2.15

Internet

28.2.15



Ciência ficção



Será apenas um jogo. 


O letreiro em bytes mordiam nossos olhos em luzes. Novos começos, novos mundos, a tela em branco.

Será apenas um jogo. 


Casas de dados que se erguem pessoas prontas que nascem deixando-se aos montes do túmulo do presente porque o hoje é o amanhã e chegamos ao borde do pós-abismo. 


É apenas um jogo. 


As animas sugadas por cabos de energias ligados a um computador maior que nós agora em comunhão com o deus ex Deus que sorri eletricidades ostentando seus dentes regulares de equações quânticas. 


É apenas um jogo. 


O verbo que se fez carne se desintegrou em código e se fez imagem da carne tornando as distâncias maiores ainda. 


Seria apenas um jogo. 


Se a guerra real pelos territórios imaginados não tivesse vindo se o poder não fosse reclamado à moeda se a loteria da babilônia não nos tivesse asfixiado em suas combinações impensáveis e por isso abomináveis. 


Era apenas um jogo. 


Mas em algum momento impossível nos perdemos na simulação do real e no real da simulação nos perdemos no outro e naquilo que nunca seremos. Sorrimos de volta ao deus de neon e por isso mesmo fomos engolidos por ele e as perguntas fundamentais nunca mudam nunca.






Esse um post de blogagem coletiva proposto pelo grupo Mais que palavras. O tema do mês de fevereiro foi internet. Não fugi do clichê como eu queria, afinal, entrei na vibe do lado negativo da coisa, mas: o textinho até que ficou bonitinho, neah? xD

E, por falar em textos muito bons sobre o tema, confira as postagens das coisas fofas aqui abaixo. Estão muito bons e muito diferentes um do outro:


Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Adorei o estilo de escrita! Muito bom! Achei muito interessante alguns trechos que você elaborou justamente para demonstrar toda essa rapidez tecnológica, todo esse "consumo" desenfreado que nos engole... visões distorcidas de realidade ou não... depende muito do nosso discernimento. Que saibamos utilizar a tecnologia a nosso favor. bjssss www.janelasingular.com.br

    ResponderExcluir

Nenhuma imagem presente neste blog me pertence. Todas foram encontradas na internet por meio de pesquisa no google.com e não viso qualquer fim comercial com seus respectivos usos. Se usei uma imagem sua e não lhe dei os devidos créditos, por favor me avise que o farei imediatamente, ou a retirarei do blog se você não quiser que eu a use. Visão Periférica - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©