11.1.15

Para os que ficam

11.1.15


Seguimos pegadas deixadas sobre o concreto. Seguimos, seguimos...
Que pegadas
imaginadas,
doídas...
Com fé que engolimos com força
porque é o único que nos resta.


Seguimos a marca que esfria
que desenha os párpados cansados.


Marca da esperança que açoita

seguimos as marcas que marcam que marcas?



Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Meu Deus, que textos são esses?! Me apaixonei pela tua forma de escrever, parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, seu lindo! Esse coment vindo de uma pessoa que escreve como você é simplesmente é UMA HONRA!
      Obrigada mesmo pela leitura, você não tem noção do tempo que eu não recebo um coment em um poema, tô feliz pacas, saltitando pela casa aqui <3
      Brigada <3

      Excluir

Nenhuma imagem presente neste blog me pertence. Todas foram encontradas na internet por meio de pesquisa no google.com e não viso qualquer fim comercial com seus respectivos usos. Se usei uma imagem sua e não lhe dei os devidos créditos, por favor me avise que o farei imediatamente, ou a retirarei do blog se você não quiser que eu a use. Visão Periférica - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©