23.1.15

Nodame cantabile

23.1.15


Sinopse: Shinichi Chiaki é um músico de primeira classe cujo sonho é tocar entre as elites da Europa. Vindo de uma família ilustre, ele é um perfeccionista infame, e não só é muito crítico consigo, mas com os outros também. Dois traumas impedem Chiaki de sair para a Europa: seu medo de voar e seu medo de nadar. Como resultado, ele está de castigo no Japão. Durante o seu 4 º ano na melhor universidade de música do Japão, Chiaki conhece Noda Megumi ou Nodame, como ela se refere a si mesma. Na superfície, ela parece ser uma menina despenteada sem rumo na vida. No entanto, quando Chiaki ouve Nodame tocar piano pela primeira vez, ele vê algo nela que não vê em mais ninguém. Para desânimo de Chiaki, Nodame se muda para o apartamento ao lado do seu e ele descobre que ela é loucamente apaixonada por ele. 
Nodame Cantabile conta a história de Chiaki e Nodame, como eles não só aprendem a lidar com o outro, mas aprender lições um do outro como eles se esforçam para o topo do mundo musical. Fonte: superanimes.com (adaptado).

Nº Capítulos: 23
Manga Original de: Tomoko Ninomiya


Ainda estou para fazer uma lista aqui no blog sobre animes, mas enquanto o tempo não colabora comigo, vou falar sobre esse desenho lindo chamado "Nodame Cantabile". Já tem muito tempo que não me interesso por animes, mas esse vi recentemente e me cativou.

A história, como vimos na sinopse, fala de Chiaki, do seu talento como músico e da sua amargura devido à incapacidade de sair do Japão, seja por via aérea ou marítima. Sua vida ia de mal a pior, assim como seu humor, até ele escutar, dentre todas as melodias "iguais" na universidade, o som desleixado e ao mesmo tempo cheio de força de Noda Megumi (Nodame), uma aluna. O moço fica impressionado, mas passa adiante. No entanto, o destino trata de unir os dois novamente, pois, sem saber, ambos são vizinhos de apartamento. Num dia em que Chiaki enche a cara para afogar as mágoas, depois de ser humilhado pela ex namorada, Noda o vê desmaiado na porta de casa e decide levá-lo para seu apartamento, que é a maior bagunça que alguém tem conhecimento a respeito. Depois de acordar de ressaca e sair correndo horrorizado tanto com a aparência escandalosa da menina, assim como com a sujeira da sua casa, o TOC dele acaba falando mais alto, junto ao fato de que Noda simplesmente "gruda" nele, Chiaki acaba "adotando" a menina de início. Nesse processo de conhecê-la, na total leseira da garota, o músico terá sua vida voltada de ponta a cabeça, mas, ao mesmo tempo, aprenderá mais do que podia imaginar até mesmo sobre a música, sobre a qual ele julgava saber tudo.


Ele "adota" a Nodame...
...mas não significa que ele seja bonzinho haha.


Trata-se de uma história leve, divertida, com muita comédia, muito romance e, como não podia faltar em desenhos japoneses, uma dose caprichada de drama. A animação é muito simples mesmo, e acho que isso é muito importante para evidenciar sua "despretensão".

Que beleza de quarto -qn


Além disso, as músicas do desenho são, em sua maioria esmagadora, clássicas, então é uma forma muito divertida de se iniciar nesse meio, conhecendo os compositores, os tons e o que cada canção dessa pode suscitar na gente. 

Outra coisa que me agrada no anime é o próprio cast de personagens (se é posso chamar assim) composto de gente mais velha, e não de adolescentes no high school.

Isso tudo sem contar o próprio enredo. É uma gracinha. A cada episódio, Chiaki se defronta com um aspecto mal resolvido da sua vida, muitos deles colocados diante de si pela própria Nodame, e cada embate resulta num aprendizado que ele leva para sua vida. Por mais que a essência de sua personalidade não mude, a evolução dele como ser humano é incrível.  Mudando a si próprio, logo vem a vontade de mudar o entorno, de tornar as coisas melhores, e na história todo mundo tem a alma quebrada em algum lugar.

Então, digo que VALE MUITO A PENA. Não é necessário ser fã de desenho ou animação japonesa pra ver. Basta ser fã de uma história agradável, divertida e comovente — e, claro, curtir minimamente música clássica, ou pelo menos ter vontade de conhecer, porque senão haverá um pouco de sofrimento aí haha.

O desenho tem uma versão "novela" (J-drama). Quem viu ambos disse que o anime é muito melhor (apesar de o Chiaki do dorama ser uma lindeza). Vou deixar dois vídeos aqui com a mesma cena (anime e dorama, respectivamente) — a cena que eu mais amo — para vocês terem uma noção.




E se alguém vir, please, me conta! Como eu disse, mesmo que for pra dizer que odiou, importante é discutir! *-*






Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Estava procurando um anime pra assistir e vou começar a assistir esse amanhã mesmo! To animada pra assistir! Parece ser muito bom!! Um beijo,
    http://mundocoloridodebia.com/

    ResponderExcluir

Nenhuma imagem presente neste blog me pertence. Todas foram encontradas na internet por meio de pesquisa no google.com e não viso qualquer fim comercial com seus respectivos usos. Se usei uma imagem sua e não lhe dei os devidos créditos, por favor me avise que o farei imediatamente, ou a retirarei do blog se você não quiser que eu a use. Visão Periférica - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©