31.12.14

Vai desejar feliz ano-novo? Cuidado com as mensagens...

31.12.14













Sei que muitas pessoas têm excelentes intenções e desejos para com os demais no ano-novo, mas não sabem como passar esses sentimentos ao papel, ou querem parecer mais cultas do que são e procuram os grandes nomes da nossa literatura por meio das citações, afinal, "tudo já foi dito". No entanto, com essa leva de textos com atribuições falsas, se essas pessoas não tiverem o "olho bem aberto", além de estarem cometendo um crime, estão mostrando que não conhecem tanto a respeito daquilo que parecem querer demonstrar conhecer.

Algumas citações que correm muito nas redes sociais nessa época, atribuídas ERRONEAMENTE A CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE:






A outra: 



Uma variante dessa citação também é atribuída ao Quintana, assim temos: 




A outra é uma junção das duas:



CORTAR O TEMPO
"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez
com outro número e outra vontade de acreditar que daqui para adiante vai ser diferente...

Para você, Desejo o sonho realizado.
O amor esperado. A esperança renovada.
Para você, Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.

Para você neste novo ano,
desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
que sua família esteja mais unida,
que sua vida seja mais bem vivida.

Gostaria de lhe desejar tantas coisas...
Mas nada seria suficiente...
Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes...
e que eles possam te mover a cada minuto,
no rumo da sua FELICIDADE!!!"
Carlos Drummond de Andrade

Eu entendo que muitos poderão dizer que o "conteúdo importa muito mais que o autor", mas se você acha isso NÃO COLOQUE O NOME DO AUTOR! Uma pessoa que conhece minimamente o estilo tanto do Drummond quanto do Quintana bate o olho numa coisa dessas e sabe na hora que não foram eles que escreveram. E da mesma forma que é péssimo algo que a gente fez estar creditado com o nome de outra pessoa, ALGO QUE NÃO FIZEMOS COM O NOSSO NOME (e algo que não tem nada a ver com o que escrevemos) TAMBÉM O É!

Sobre essas citações, tenho:

Os poemas atribuídos a Drummond são de autoria desconhecida. A primeira parte do texto, até "vai ser diferente" é atribuída a Roberto Pompeu de Toledo, conforme consta nos comentários do blog Caçando Mitos e também no Recanto das letras: falsas atribuições a Carlos Drummond de Andrade.


Sobre o ano-novo, escreveu, de fato, o poeta:

RECEITA DE ANO NOVO

Para você ganhar belíssimo Ano Novo

cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido).

Para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior).

Novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens? passa telegramas?)

Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo.
Eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.
Tirei essa informação do blog Caçando Mitos


Sobre a citação do Quintana, o que deveria ser-lhe atribuído:

O bom das segundas-feiras, do primeiro de cada mês e do Primeiro do Ano é que nos dão a ilusão de que a vida se renova… Que seria de nós se a folhinha estivesse marcando hoje o dia 713.789 da Era Cristã?
Mario Quintana
In: Da Preguiça como Método de Trabalho

Tirei essa informação do grupo do facebook "Quem é o autor?"


Então, desejemos feliz ano-novo aos nossos amigos sem que nenhum autor consagrado se chacoalhe no túmulo por falsas atribuições, ok?

Feliz ano-novo pra todo mundo!

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Adorei o post de verdade feliz 2015 a voce gata e continue fazendo este seu trabalho perfeito uma leitora que te admira muito!!

    www.politicamenteincorreta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, minha querida, que bom te ver por aqui de novo =D
      Obrigada pela leitura, abração *-*

      Excluir
  2. Tenho um pavor enorme dessa reprodução desenfreada de frases e poemas atribuídas erroneamente aos autores pela internet afora - independente da época do ano. O seu post ficou muito bom e muita gente deveria ler, rssssssss.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é hahaha, somos 2 com esse pavor enorme, por isso eu criei essa categoria do verdadeiro autor só pra postar textos apócrifos, porque a cada dia que passa a coisa é tensa mesmo! NOssa!
      Fico feliz que tenha gostado da postagens!
      Obrigadaça mesmo pela leitura!
      Bjosssss

      Excluir

Nenhuma imagem presente neste blog me pertence. Todas foram encontradas na internet por meio de pesquisa no google.com e não viso qualquer fim comercial com seus respectivos usos. Se usei uma imagem sua e não lhe dei os devidos créditos, por favor me avise que o farei imediatamente, ou a retirarei do blog se você não quiser que eu a use. Visão Periférica - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©