26.11.14

Asas de cera

26.11.14



Acordei com ganas de passado
mal-passado sangrando
por baixo das feridas
transpassadas pelas linhas
de seguir em frente
de o melhor está por vir
de não tenho escolha

Acordei com ganas
desenganadas
atrás daquela porta
onde me disse o proibido,
depois de me sussurrar o infinito
como pensei que merecia.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nenhuma imagem presente neste blog me pertence. Todas foram encontradas na internet por meio de pesquisa no google.com e não viso qualquer fim comercial com seus respectivos usos. Se usei uma imagem sua e não lhe dei os devidos créditos, por favor me avise que o farei imediatamente, ou a retirarei do blog se você não quiser que eu a use. Visão Periférica - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©